quinta-feira, 30 de novembro de 2006

Eu sou um imprudente...

«Procede impunemente aquele que não se acomoda às coisas presentes, que não obedece aos costumes, que esquece aquela lei dos banquetes: ?Bebe ou retira-te?; enfim, que quer que a farsa não seja farsa. Pelo contrário, serás verdadeiramente prudente, vendo que és mortal, não querendo saber mais do que os outros, convivendo ou errando de boa vontade com a universidade dos homens. Dirão que isto é estultícia. Não o nego, mas concordai que é essa a maneira de agir na farsa da vida.»

Erasmo de Roterdão, ELOGIO DA LOUCURA (1509)

Post gentilmente gamado do blog GOTA .

1 comentário:

Kelloguita disse...

Já aqui nao vinha ao tempo. Mas bom filho à casa torna...
:P