quinta-feira, 2 de setembro de 2004

Pesadelo

Ter amigos do Benfica é muito mau. É por isso que sei que sou amiga do meu amigo. Aceito sempre os defeitos deles e ultrapasso-os com relativa facilidade.
Agora ter um namorado benfiquista é do pior que há. Estranhamente e quando o conheci, nada me fazia prever tal defeito. Não tinha nenhum adorno vermelho, nem almofadas, nem cobertores nem bonecadas nem cds nem cruzes penduradas no retrovisor do seu carro, a família dele não tem garotos ranhosos, não era adepto de feiras e romarias, não usa fatos treinos de lycra falsos da Nike e cheguei mesmo a pensar, pela sua postura (de bem com a vida), que era do SCP (A esses ainda lhes resta o sabor recente de um campeonato nacional!).
Ser do FCP era bom demais e como não gosto de gajos perfeitos e sei que não existem, nem sequer meti isso em causa.
Depois, já se sabe, veio a desilusão... É daqueles benfiquistas iludidos, que para falarem do seu clube, falam do passado e têm uma tal mania de glória que irrita qualquer Santa como eu. E como benfiquista que é tinha que ter qualquer coisa parola que o caracterizasse e mais tarde descobri: um cachecol vermelho e branco com umas letras pindéricas debaixo do banco do carro. Claro está!
Mas, ter uma Mãe do SLB (dos vermelhos como ela diz), isso sim é deplorável...
E eu, que durante 31 anos de vida, sempre pensei que a minha Mãe era a única pessoa ao cimo da terra que não tinha defeitos... Isto é um pesadelo!

4 comentários:

Anónimo disse...

Pensa rápido

Em situações extremas é que conhecemos as nossas próprias fraquezas.
Uma pergunta para ti. Responde com sinceridade e então poderás auto-avaliar a tua moral. É rápido, não tomará o teu tempo.

Trata-se de uma situação imaginária, porém deves decidir o que farias.

Estás no Porto, no meio do caos dos terríveis momentos de enchentes que ocorrem em épocas de chuvas mais intensas. És repórter fotográfico, trabalhas para o "Paris Match" e estás a tirar as fotos de maior impacto. De repente, vês o Pinto da Costa num Jeep, lutando desesperadamente para não ser arrastado pela corrente, lodo e pedras. No entanto, acaba por ser mesmo arrastado e tu tens a oportunidade de o salvar ou tirar a fotografia ganhadora do Prémio Pulitzer, que daria a volta ao mundo ao mostrar a morte de tão famosa personagem ... Baseado nos teus princípios éticos e morais e na fraternidade e solidariedade humanas, responde sinceramente:





Tiravas a fotografia a preto e branco ou a cores?


@

ZeoX disse...

Ninguém deixaria morrer um heroi...
Mas se nao tivesse forma de o salvar, a fotografia seria a cores mas a azul e branco.
Isto que escreveste deixou-me pensativa... É q se não fosse o Pinto da Costa e fosse o Presidente do SLB... o que é que eu faria???

Anónimo disse...

Com certeza que não o deixarias morrer,pelo menos querias que ele tivesse mais uns anos a frente do benfica para continuar com a mesma merda de trabalho que tem feito.

Ricardo disse...

... eu cá sou do benfica e não gosto de feiras e romarias ... nem tenho fatos de treinos falsos ... alias tenho o prazer de ter tido o segundo melhor jogador do mundo do sec ... a seguir ao Pele ... e não tenho um presidente que sempre surge uma crise esconde-se ...