quarta-feira, 23 de junho de 2004

Porquê?

É a única coisa que posso perguntar hoje. Sonhos, esperanças, acabou tudo em duas horas...ou talvez em dois minutos... Cada vez mais penso se a palavra merecer nos serve de alguma coisa, porque para mim nem de consolo serve. Apetece-me chorar. Mais nada neste momento me ocorre, as garras que evidenciam as minhas lutas constantes esconderam-se na minha passividade momentânea. Sinto-me incapaz.

Sem comentários: